segunda-feira, 16 de julho de 2007

MOZART, W. A. - MOZART - Sinfonia Concertante em Mi bemol KV 297b - para clarinete, oboé, fagote e trompa

Foi durante uma estadia em Paris. No Andantino con variazioni, o movimento mais apreciado desta obra, Mozart pretendia exibir seu absoluto domínio da escrita para instrumentos de sopro, porém os registros históricos parecem indicar que ela não chegou a ser executada devido à interferência do compositor italiano Giuseppe Maria Cambini com quem Mozart tivera um atrito. Já a Sinfonia Concertante K.364 para violino e viola, revela um Mozart muito menos extrovertido. Trata-se na verdade de um Concerto duplo que rompe com a concepção galante de beleza clássica e incorpora um novo senso dramático de instabilidade que prenuncia traços do romantismo. É por isso considerada uma das obras fundamentais do repertório Mozartiano maduro.

Um comentário:

Tiago' disse...

É uma música muito bonita, gosto do toque inicial... e o conjunto de instrumentos dá-lhe um ar alegre.

E adoro Mozart :)

Tiago'