segunda-feira, 24 de setembro de 2007

SIBELIUS, Jean – O CISNE DE TUONELA

Tuonela é o domínio de Tuoni, reino da morte, cercado por um largo rio de águas negras e correnteza rápida. Como Caronte, um cisne negro nele se move eternamente, majestoso e cantando. O Cisne de Tuonela estava primitivamente destinado a servir de Prelúdio à ópera A Construção do Navio, a cuja composição Sibelius renunciou. Nesta peça, ele representa o movimento lento no seguimento sinfônico. Permanece célebre por seu solo de corne inglês, um dos mais belas melodias para este instrumento.
As cordas agudas garantem pedais harmônicos sobre a longa melodia do corne inglês. Um episódio central faz ouvir os acordes sombrios dos metais sobre a insistente e surda percussão dos tímpanos. O canto renasce nas cordas médias, e depois do corne inglês, um pianíssimo das cordas conclui a peça.

Um comentário:

Nina disse...

Postado há 6 anos e não teve comentários?
Acho belíssimo, o Cisne de Tuonela, e tenho andado também em busca de mais informação sobre o mito finlandês que inspirou o autor.

Felicidades para o autor do blog